10.26.2010

O gerente

Passeava pela livraria e buscava entre os autores já conhecidos algum título que, no momento, despertasse a minha atenção. Na segunda olhadela desisti e optei por este livro que vos segue: “O gerente”, de Carlos Drumond de Andrade. Com a primeira versão publicada ainda em 1945, com ilustrações de J. Moraes, “O gerente” de agora vem revisado, de acordo com o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, e apresenta ilustrações do argentino Alfredo Benavidez Bedoya.
Trata-se de um conto. O conto que traz um Rio de Janeiro modesto, tranquilo e seguro. É nesta cidade que conhecemos Samuel, o gerente em questão, que a exemplo de muitos outros brasileiros conquista seu espaço profissional com trabalho sério e dedicado.
Um homem que tinha tudo para ser um bom marido, mas que se descobre incapaz de tal ato. Reclusa-se a viver sozinho, numa rotina de galanteios, coquetéis, jantares, bailes e comemorações. Samuel revela-se uma figura amorosa, respeitável e coerente. No entanto, como coerência não garante estabilidade, casos estranhos passam a acontecer e, de repente, este mesmo homem passa a ser julgado pelo crime das dentadas. Um tanto antropofágico, o conto revela um caso de pequeno mistério. Nem raiva, nem rancor, nem desprezo. Apenas mistério, incredulidade e alguma desconfiança. Seria, Samuel, capaz de tal audácia? Para que tamanha ousadia?
Nem o conto, nem Samuel, nem Carlos Drumond de Andrade respondem tais perguntas. E talvez seja esta uma das intenções da obra: deixar a bola picando. É o pensamento que ora é isso, ora é aquilo; os devaneios; a ideia que não chega a ter um fim e se perde no meio de outra que surge; é o conto; a literatura; o hábito de não por um ponto final em tudo. É a vida sob outra perspectiva: sem exatidões, respostas ou resultado final. É a vida inconstante, surpreendente e inquietante. É o Samuel, é você é cada um ao mesmo tempo fazendo tudo diferente.
E sobre o causo, ficou assim. Samuel partir para São Paulo. Fazia muito calor no Rio e o gim já não bastava mais. Mas as dentadas...

Boa leitura!

Um comentário:

Coisas de Lulu disse...

Oi, tudo bem?

Você já conhece “Coisas de Lulu”...
Não? Te convido a conhecer.

Camiseta e baby look nos temas: Vintage Art – Cléo de Mérode; Jimi Hendrix; I Love Music; Bukowski; Frida Kahlo; Oh yeah, rock and roll; Clint Eastwood - Dirty Harry, All You Need Is Love.

http://www.flickr.com/camisetasdalulu
http://www.coisas-de-lulu.blogspot.com

Bottons nos mais variados temas: Mutantes; John Lennon; Pilar; The White Stripes; Brilho Eterno de uma Mente sem Lembrança; Radiohead; Oasis; Frida Kahlo; Mick Jagger, Supergrass; Marilyn Monroe; PJ Harvey; Paul McCartney; Raul Seixas; Bob Marley; Che Guevara; Billie Holiday; 3 na Massa; Jupiter Maça; Jimi Hendrix; Eddie (mascote do Iron Maiden); Björk; Bandeira Inglesa; Beck; Led Zeppelin; Little Joy; Kings of Leon; Los Hermanos; Iron Maiden, The Beatles; Pin-ups entre outros.

Chaveiros dupla face com os temas: Jim Morrison; Frida Kahlo; Janis Joplin; Jimi Hendrix; The Rolling Stones; No War; The Beatles; entre outros.

Confira: http://www.flickr.com/coisas-de-lulu

Você encontra “Coisas de Lulu” no Orkut.
Perfil I:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=4621421249601353151
Perfil II:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mfp&uid=10867155219885111070
Comunidade:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=51012329

Siga: http://twitter.com/coisasdelulu

>> Todos os produtos são limitados <<

Para informação sobre produtos disponíveis solicite tabela (cores, valores e tamanhos).

Um abraço.
Lulu*